Tênis Masculino e Feminino em Anguera / Bahia




Buscando por tênis em Anguera?

Você acabou de encontrar!



Nós da Adaption sabemos que Anguera é uma cidade de pessoas que valorizam o bem estar.

Foi pensando nisso que desenvolvemos toda a linha de produtos Adaption.

Estudos mostram que comodidade nos pés faz toda a diferença.

Você sabia que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal e melhorar o seu humor?

Legal neh? Através de nossos produtos Adaption, você terá um experiência indescritível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a Adaption oferece uma variedade incrível de tênis masculino, feminino, blusas, chinelos, entre outros, que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

Temos modelos incríveis e para todos os gostos!

Nós garantimos uma entrega segura e rápida em Anguera!

Oferecemos um processo bem simples e rápido de troca/devolução, caso precise.

Boas compras!

https://www.adaption.com.br


Conheça um pouco mais sobre  Anguera Bahia:

Gentílico: anguerense

Histórico

Anguera
Bahia ? BA

Histórico

A região era primitivamente habitada pelos índios paiaiás.
O território integrava a sesmaria concedida ao sertanista João Peixoto Viegas, pelo Governador Geral do Brasil, Dom Jerônimo de Ataíde, em 1655.
Em 1855, o capitão José Marques de Oliveira Lima edificou uma escola pública e uma igreja em sua fazenda ?Almas?. Formou-se o povoado com esse mesmo nome, tornando-se pouso obrigatório de tropeiros em trânsito para o porto de Cachoeira. Desenvolveu-se em função da
cultura de fumo e da criação de gado.
Elevado à categoria de vila em 1890, teve o nome mudado para Anguera.
Na década de 1970, a construção da Rodovia BA-052, também conhecida por ?Estrada do Feijão?, impulsionou o desenvolvimento do município.
O topônimo de origem tupi significa ?alma penada?.

Gentílico: anguerense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Almas, pela Resolução Provincial nº 657, de 16-12-1857, e Lei Provincial de 08-11-1890, subordinado ao Município Feira de Santana.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Distrito de Almas figura no Município de Feira de Santana.
Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920.
Pelos decretos leis estaduais nº 7455, de 23-06-1931 e nº 7479, de 08-07-1931, o Município de Feira de Santana tomou a denominação simplesmente de Feira.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Distrito de Almas figura no Município de Feira (ex-Feira de Santana).
Pelo decreto-lei estadual nº 11089, de 30-11-1938, o Município de Feira voltou a denominar-se Feira de Santana.
Pelo Decreto-lei Estadual nº 141, de 31-12-1943, retificado pelo Decreto Estadual nº 12978, de 01-06-1944, o Distrito de Almas tomou a denominação de Anguera.
Em divisão territorial datada e 1-VII-1950, o Distrito de Anguera figura no Município de Feira de Santana.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Anguera, pela Lei Estadual nº 1558, de 20-11-1961, desmembrado de Feira de Santana. Sede no antigo Distrito de Anguera. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-04-1963.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração Toponímica distrital

Almas para Anguera, alterado pelo Decreto-lei Estadual nº 141, de 31-12-1943, retificado pelo Decreto Estadual nº 12978, de 01-06-1944.