Tênis Masculino e Feminino em Balneário Pinhal / Rio Grande do Sul




Buscando por tênis em Balneário Pinhal?

Você acabou de encontrar!



Nós da Adaption sabemos que Balneário Pinhal é uma cidade de pessoas que valorizam o bem estar.

Foi pensando nisso que desenvolvemos toda a linha de produtos Adaption.

Estudos mostram que comodidade nos pés faz toda a diferença.

Você sabia que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal e melhorar o seu humor?

Legal neh? Através de nossos produtos Adaption, você terá um experiência indescritível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a Adaption oferece uma variedade incrível de tênis masculino, feminino, blusas, chinelos, entre outros, que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

Temos modelos incríveis e para todos os gostos!

Nós garantimos uma entrega segura e rápida em Balneário Pinhal!

Oferecemos um processo bem simples e rápido de troca/devolução, caso precise.

Boas compras!

https://www.adaption.com.br


Conheça um pouco mais sobre  Balneário Pinhal Rio Grande do Sul:

Gentílico: pinhalense

Histórico

Balneário Pinhal
Rio Grande do Sul - RS

Histórico

No litoral do Rio Grande começavam as demarcações das terras onde a Estância das Cidreiras já figurava em documentos desde 1752. O território de Balneário Pinhal é parte da então "Fazenda das Cidreiras", terras estas recebidas da Coroa Portuguesa em 1767, pelo almoxarife Manuel Pereira Franco, que não conseguiu se estabelecer passando a outros proprietários.
No ano de 1819 a "Estância das Cidreiras" vai a leilão público no Rio de Janeiro devido a sonegação de impostos e é confiscada pelo governo central. Foi então que um tropeiro, Luiz Francisco Ferreira Saraiva, dá o lance decisivo e adquire as terras. Começava a ocupação e a exploração da Estância das Cidreiras. Pela sucessão de bens as terras que hoje pertencem a Balneário Pinhal coube a um dos herdeiros: Joaquim Rodrigues Saraiva. Esta família fixou morada, mas aos poucos foi sendo desmembrada, entrando novos proprietários.
O primeiro lugarejo que se formou em Pinhal ficava a mais ou menos uma légua do mar, na Fazenda da Rondinha. No início do século XIX, a família Ebling, oriunda de Taquara adquirira as terras de um descendentes dos Saraivas e se instalara na Fazenda desenvolvendo atividades agrícolas e pastoris. Mais tarde as terras são adquiridas pelo Sr. Francisco Sgura Garcia, espanhol de cognome Paco, que já era proprietário da Fazenda do Pinhal.
Mais tarde, em 1950, o Sr. Paco vende as terras para o Sr. Fausto de Borba Prates que tem dois grandes projetos: a urbanização da praia e o florestamento dos campos arenosos. Já em meados de 1950 iniciava a urbanização da cidade praieira que teve o Sr. Fausto como administrador do grande empreendimento.
A origem do nome do Município é uma deferência à antiga Fazenda do Pinhal e não aos pinus plantados anos mais tarde.


Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Pinhal, pela Lei Municipal n.º 112, de 14-11-1990, subordinado ao município de Cidreira.
Em divisão territorial datada de 1993, o distrito de Pinhal figura no município de Cidreira.
Elevado à categoria de município com a denominação de Balneário do Pinhal, pela Lei Estadual n.º 10.670, de 28-12-1995, desmembrado do município de Cidreira. Sede no atual distrito de Balneário do Pinhal (ex-Pinhal). Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.
Pela Lei Municipal n.º 179, de 30-12-1998, foram criados os distritos de Magistério e Túnel Verde e anexados ao município de Balneário do Pinhal.
Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído do distrito de 3 distritos: Balneário do Pinhal, Magistério e Túnel Verde.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.